Pesquisar este blog

quarta-feira, novembro 18, 2009

Ler textos online ficará mais acessível

Google Imagens

A Universidade de São Paulo, USP, através do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), está trabalhando em um audacioso e promissor projeto, onde o objetivo principal é tornar os textos na internet cada vez mais claros e perceptíveis para todos, principalmente as pessoas com alfabetização deficiente ou com problemas de cognição.

Desenvolvido pelo Núcleo de Linguística Computacional (NILC), que pertence ao ICMC, esse projeto está intitulado como PorSimples (Simplificação Textual, em português, para Inclusão e Acessibilidade Digital). Duas ferramentas compõem essa esfera de disseminação da informação digital. A primeira delas é o software “Facilita”, voltado exclusivamente para o internauta.

O outro componente desse ambicioso projeto é a ferramenta “Simplifica”, dirigida aos autores dos textos, ou seja, quem escreve qualquer tipo de conteúdo e veicula na rede mundial dos computadores. Em entrevista ao portal da USP (http://www4.usp.br/), a professora Sandra Maria Aluísio, do Núcleo de Linguística Computacional, descreve a funcionalidade dessas ferramentas.

“O Facilita vai resumir e simplificar a linguagem dos textos prontos para leitura, que estão na Web. Já o Simplifica, um sistema Web de autoria, será destinado a produtores de conteúdo, que poderão validar os textos revisados pelo sistema, e também terá a função de tornar a linguagem escrita mais fácil de ser entendida”, disse.

A meta principal é tornar as informações mais acessíveis a pessoas com problemas de compreensão na leitura, mas essas ferramentas terão outras utilidades. “Os professores também podem usar o Simplifica, o editor de simplificação. E além do uso educacional dos softwares, eles poderão ser utilizados por editoras, jornalistas, provedores de educação à distância, poder público, empresas que produzem manuais de instrução e usuários de linguagem jurídica, entre outros”, afirmou Sandra.

O projeto PorSimples ganhou corpo ao ser selecionado na primeira chamada de Propostas de Pesquisa do Instituto Microsoft Research-Fapesp de Pesquisas em TI, em 2007. “A proposta tinha como foco soluções para o alto índice de analfabetos funcionais, pessoas que identificam letras e palavras, mas têm dificuldade para utilizá-las e compreender textos”, explicou a professora.

Pelo grande apelo social, ambas as ferramentas deverão ter acesso livre. Ainda de acordo com a professora, os dois softwares ainda são protótipos. “Estão em constantes melhorias e, até abril de 2010, que é o final do projeto, serão acrescidas novas funcionalidades”. Os links do Facilita e do Simplifica estarão disponíveis na página do projeto, no endereço Caravelas

Para mais informações, fale com a professora Sandra: sandra@icmc.usp.br

Acessa Escola

Nenhum comentário:

Postagens populares