Pesquisar este blog

quinta-feira, junho 07, 2018

Comunicação - Canais do Inep vão compartilhar programas das TVs Escola e Ines

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) vão oferecer, nas plataformas de comunicação do instituto (portal, redes sociais, mailings e aplicativos), conteúdos educacionais produzidos pela TV Escola e TV Ines, ampliando a distribuição e o alcance da produção. A iniciativa é fruto de um acordo de cooperação técnica entre as duas instituições.

A parceria prevê que a TV Escola e a TV Ines enviem, periodicamente, produtos e programas educativos para o Inep, que avaliará, por meio de equipe técnica, as informações a ser compartilhadas em seus meios de comunicação. O Inep e a Acerp também realizarão projetos conjuntos para promover os aplicativos dos canais e, em especial, o programa Hora do Enem, conjunto de ações complementares para auxiliar os alunos na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os projetos previstos pelo acordo deverão ter início ainda em junho.

Roquette Pinto – Há mais de 90 anos, a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) trabalha pela melhoria da educação no Brasil. Sua equipe de educadores e profissionais de comunicação produz conteúdos de qualidade e acessíveis para cumprir sua missão de “comunicar para educar”. Um dos seus compromissos é tornar programas audiovisuais (gravados e ao vivo) totalmente acessíveis, seja por meio da língua brasileira de sinais (Libras) e legenda aberta (ou oculta) para surdos, ou por meio de audiodescrição para cegos.

TV Escola e TV Ines – A Roquette Pinto é parceira da TV Escola desde sua criação pelo Ministério da Educação, em 1995, apoiando a melhoria das práticas pedagógicas por meio da atualização de professores e da ampliação dos recursos para a aprendizagem de alunos dentro e fora da sala de aula. Já a TV Ines foi criada em 2013, em parceria com o Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), com a proposta de oferecer conteúdo audiovisual acessível ao público surdo. Iniciativa pioneira no Brasil e com poucas similares no mundo, sua programação prioriza a língua brasileira de sinais (Libras), mas todo conteúdo é bilíngue, com legendas e locução em português, para que a grade possa contemplar surdos e ouvintes.

Assista a matéria da TV Escola

fonte: MEC

Nenhum comentário:

Postagens populares